Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2014

Ditames do Corpo

 

Ditames do Corpo 
Efigênia Coutinho
 

Um duplo corpo fora do corpo
existe, isso não é olhado
apenas como evanescente
criado por meio de magias.
Esta energia mística circula
ao redor, vivaz, espirituosa
geradora entre duas almas!
A lua condensa-se em líquido
dourado, transmuta verde do
loto em uma realidade de jade.
E, é quando teu corpo deságua 
no meu corpo qual ondas do mar
misturas de sal intemporal...
 
 
obs:loto [Mitologia] Fruto do país dos Lotófagos, tão deliclioso,
que os estrangeiros, comendo-o, esqueciam-se da pátria.
tags:
publicado por EfigeniaCoutinhoMallemont às 17:37
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 21 de Maio de 2011

A FACE DE HORIZONTES Efigênia Coutinho

A FACE DE HORIZONTES
Efigênia Coutinho
 
O que sinto em mim
vai pouco a pouco
adentrando,
aberto, direto,
é poema que devora.
que chega sem demora!

 

O que sinto em mim
é silencioso proposto
no poema que se arvora
em rimas sonoras.
o respirar das coisas calmas.

 

O que sinto em mim
é brumas terna,internas
relicário,de poemas
é paz de distancias
é silencio que encanta
no vozeirão dos pássaros.


O que sinto em mim
é amplo formoso,
no poema é face
e horizontes
O que contem,
brasa, que inflama
em chamas, e te clama!



Maio 2011

tags:
publicado por EfigeniaCoutinhoMallemont às 20:10
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Novembro de 2010

Um Mágico Lugar Efigenia Coutinho

 

 

 

 Um Mágico Lugar
Efigênia Coutinho
 

 
Eu ando cansada de vagar
Nestes caminhos espinhosos.
São tantos horizontes
Cheios de íngremes montes!
Quero encontrar um mágico lugar
Onde nossos corações silenciosos,
Possam então serenos amanhecer
A magia de um Futurecer...
E o amor poder sentir,
Lá, onde tuas mãos eu possa segurar,
Levemente teus lábios beijar
Até o tempo deixar de existir.
 

Corra, corra nesta direção!
Onde o peito clama futurecido
Abasteça de sonhos o seu coração
E deixe este tempo desluzido.
Deixe que os olhos brilhem,
Os braços num abraço compartilhem
E os lábios comungam da emoção.
Corra cheio de desejos,
As vozes celestiais a escutar,
De Anjos e Querubins em solfejos,
Tão suave e perene canção...
Tirando-nos o cansaço de vagar.
 

Como se não tivesse corpo a alma ama.
Ama o corpo na calma que clama
Sentindo da vida a essência,
A deslumbrar na fragrância
Do amor a si contentar.
No aconchego do ninho
Num terno bem-querer a lacrar,
O sorriso vai ao céu aberto,
A sentir o aroma do ar descoberto.
E no encanto do tempo sonhado,
Vai natureza perfazendo o caminho
Com ramos de flores do sonho apaixonado!
 
 
Balneário Camboriú
Novembro 2010
 
 
tags:
publicado por EfigeniaCoutinhoMallemont às 19:08
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Julho 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Ditames do Corpo

. A FACE DE HORIZONTES Ef...

. Um Mágico Lugar Efigenia...

.arquivos

. Julho 2016

. Agosto 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds