Quinta-feira, 18 de Novembro de 2010

Um Mágico Lugar Efigenia Coutinho

 

 

 

 Um Mágico Lugar
Efigênia Coutinho
 

 
Eu ando cansada de vagar
Nestes caminhos espinhosos.
São tantos horizontes
Cheios de íngremes montes!
Quero encontrar um mágico lugar
Onde nossos corações silenciosos,
Possam então serenos amanhecer
A magia de um Futurecer...
E o amor poder sentir,
Lá, onde tuas mãos eu possa segurar,
Levemente teus lábios beijar
Até o tempo deixar de existir.
 

Corra, corra nesta direção!
Onde o peito clama futurecido
Abasteça de sonhos o seu coração
E deixe este tempo desluzido.
Deixe que os olhos brilhem,
Os braços num abraço compartilhem
E os lábios comungam da emoção.
Corra cheio de desejos,
As vozes celestiais a escutar,
De Anjos e Querubins em solfejos,
Tão suave e perene canção...
Tirando-nos o cansaço de vagar.
 

Como se não tivesse corpo a alma ama.
Ama o corpo na calma que clama
Sentindo da vida a essência,
A deslumbrar na fragrância
Do amor a si contentar.
No aconchego do ninho
Num terno bem-querer a lacrar,
O sorriso vai ao céu aberto,
A sentir o aroma do ar descoberto.
E no encanto do tempo sonhado,
Vai natureza perfazendo o caminho
Com ramos de flores do sonho apaixonado!
 
 
Balneário Camboriú
Novembro 2010
 
 
tags:
publicado por EfigeniaCoutinhoMallemont às 19:08
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Ervin Figueiredo a 18 de Novembro de 2010 às 19:23
Definitivamente um trabalho esplendoroso, onde a poesia reclama a presença do que lhe é caro, sem mais questionamentos, se entregando pleno, cheio da graça, onde somente o que importa é vivenciar este amor que se quer vivo. Não importa onde e nem como. Divino trabalho, intenso e encantador, na forma lírica desta poetisa que sabe nos extasiar com seus versos. Meus cumprimentos divina poetisa.
Ervin Figueiredo
De Mercedes Aguirre a 18 de Novembro de 2010 às 19:59
Querida Efigenia: te agradezco el envío de tus poemas, siempre muy bien recibidos y apreciados. Te envío para ti y los demás miembros de AVSPE un encuentro de siglos con Lope de Vega y con Góngora. Un afectuoso saludo desde Buenos Aires, Irene Mercedes Aguirre
De Azoriana a 18 de Novembro de 2010 às 20:13
As palavras são perfume que alastram como lume e nos fazem deslumbrar. Parabéns pelo seu poetar.

Beijinhos.
De Lúcio Reis a 18 de Novembro de 2010 às 20:20
Lugar Mágico
Lúcio Reis

Nesse seu lugar mágico
Onde não deve prevalecer o lógico
A vida sofre transformação
Pois flutua no ar, sai do chão
O coração não vê pela visão
Mas sente apenas com a emoção
Atiçando a pulsação
Sem abreviar a existencia
Estendendo eternamente nele a permanência
No desfrutar com plena conciência
De que amar
De que o perdoar
De que o compreender
E o doce respeitar
Em nada e em ninguem fará doer
Pois a felicidade é um comum desfrutar.

Belém do Pará
18/11/10

De Heitor de Pedra Azul a 18 de Novembro de 2010 às 20:22
Saravei!
As vagas dos teus caminhos
São ondas de flores vivas.
São vivas fadas, carinhos...
São fontes de vidas nativas,
Onde tento ser caminheiro,
Almocreve de tropas poéticas,
Tocador de viola, ou gaiteiro
De foles que não medem estéticas.
As vagas vivas da tua Vida
São entradas tão bem saídas.
São portas de um céu sem mundo.
São traços de mares profundos,
Que perfumas amores nativos
De um universo de versos oriundos.

Abreijos
Heitor de Pedra Azul
PARIS

De João Justiniano a 18 de Novembro de 2010 às 21:00
CHEGA.
18-11-2010
João Justiniano
Para Efigênia Corinho.

Queria este lugar, o mais tranqüilo,
Descuidado, sem guerras e sem pressa.
No anzol um peixe não pesado a quilo,
O roçado, o pirão. Deus em promessa.

A vida recusou-me o meu estilo
E a cidade engoliu-me. É essa, é essa,
A vontade do céu e hei de ouvi-lo.
O meu querer voou com a promessa...

Ninguém sabe das tortas do João
E eventuais direitas. Pista honesta,
Escondidos desvios e contramão...

Ah, cidade! De mim, o que me resta?
Mercado e banco, às vezes tropeção...
Noventa anos... Chega! A hora é esta...
De Maria da Fonseca a 19 de Novembro de 2010 às 23:28
Estimada Poetisa Efigênia,
Adorável esse Mágico Lugar que tão bem descreveu
e que todos desejamos encontrar no Futurecer!!!
Meus Parabéns por este maravilhoso Poema.
De Lisboa muito grata por me dar a oportunidade de ler a sua inspirada e bela Poesia envio o meu carinho, Maria

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

.Julho 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ser Avó de Isabella Malle...

. ISABELLA MALLEMONT SUDO

. Marianne Mallemont

. Natal 2014 - Para meus Fi...

. Nascer...Viver...Partir

. PARABÉNS - Marianne Malle...

. Futura Avó - 2009 DE...

. Querida Netinha Isabella ...

. Amar é Caritativo

. MAMÃE - Marianne Mallemon...

.arquivos

. Julho 2016

. Agosto 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds