Sábado, 6 de Novembro de 2010

O Agora Efigenia Coutinho

 

 

 

O Agora
Efigênia Coutinho
 
O agora é esse segundo,
longo e emocionado,
que é sempre bem-vindo.
 
O agora é esse segundo
que fica enamorado...
intenso, e tona-se infindo.
 
O agora é esse segundo
que se vive no momento
e que se idealiza  fecundo.
 
O agora é esse segundo
que chega  sedento...
para mostrar-se ao mundo.
 
O agora é esse segundo
que se vive, desejando
o amor mais profundo.
 
O agora é esse segundo
na esperar do amanhecer 
para  viver novo segundo.

 
Balneário Camboriú
Novembro 2010


 

tags:
publicado por EfigeniaCoutinhoMallemont às 10:25
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De Mara dantas Tonheca a 6 de Novembro de 2010 às 17:43
Parabéns pelo trabalho apresentado, achei lindo, e gostaria de receber poemas, textos, tudo que ajude a preservar meu sentimento humano.
De tudo que celebre o amor e dom da vida, estou aberta para receber. E, só descobri essa academia virtual após escutar músicas de Ernesto Cortazar e algumas com textos poéticos, e estou buscando tudo que possa ser apresentado em festas, celebrações de casamento, outras, fazendo busca e seleção de vídeos no youtbe e para ajudar minha irmã que trabalha nessa área. e também que possa ajudar pessoas em terapia pois sou terapeuta reiki e estou sempre recebendo mensagens lindas de outras terapeutas e compartilho com pessoas em momento oportuno.agradeço, Mara
De Laerte Antônio a 6 de Novembro de 2010 às 17:45
Sim, cara Efigênia, o agora é esse segundo de esperanças, de sonhos que se gestam em alma. Fazer-criar é o gesto maior da vida que o poeta imita ansiando pelas asas do seu parir-se em luz. Gostei do seu poema. Muito belo. Um abraço. Um bom fim de semana.
Laerte
De Zélia Mendonça Chamusca a 6 de Novembro de 2010 às 17:46
Grande Poetisa Efigênia Coutinho,

Parabéns pelo seu lindíssimo poema, O AGORA, que sendo simples e original é,
simultaneamente, bastante profundo pois,nos conduz a uma reflexão sobre a efemeridade da vida.

\"O agora é (de facto) esse segundo\"

Agora é um instante
que mal é,
já não é.
Não se pode segurar.
É instante na vida a passar.
É momento tão breve,
leve...
que mal se sente
na vida da gente...
«»

Gostei imenso!...
Vi seu blog (link) que para mim é do melhor que há.
Muitos parabéns!

ZCH
De Nadilce Beatriz a 6 de Novembro de 2010 às 17:54
Lindo poema, querida Efigênica, com o afago que fazem teu versos nos ouvidos daqueles que os lêem. AGORA.

Bom fim de semana para todos.
Envio \'um carinho especial\'.

NÃO IMPORTA

Antes que aconteça uma desgraça
Alhures, que me importa
Vou beber água
Fartar-me dos ventos

Não me importa
Seu eu te abraçar agora
Para matar a saudade do amanhã
E se falares, ‘não vá’
Já estarei a caminho

E nada importa
Porque te deixo o amor
O canto, a alma e meu ninho
O cheiro da selva
Que outrora sentias dos meus sentidos

Antes que te sintas longe dos portos
Solidão, não importa
Vou ser terra firme
Mesmo sendo uma ilha

Naufragar sem ti não importa.

Nadilce Beatriz
De António Barroso (Tiago) a 6 de Novembro de 2010 às 17:58
O logo
António Barroso (Tiago)


"O agora" é o prazer dum só momento,
o logo é apenas uma esperança
que se vai alojar no pensamento,

mas que traduz certeza, confiança,
num breve futuro que há-de surgir.
Mais tarde, quando os corpos, numa dança,

quando a loucura se fizer sentir,
se lembram que "o agora" são desejos
que, a "o logo" não se importam de pedir

que faça acontecer os seus ensejos.
E tem, assim, "o logo" mais valor
porque cobra a espera com muitos beijos,

beijos de carinho, beijos de amor,
nesses lábios quentes em que me afogo,
como se a vida não fosse calor

que sempre arde, contigo, porque és fogo.
Assim, por mais que pense em "o agora"
os meus sonhos esperam sempre "o logo".



Parede - Portugal (06-11-2010)

De Zélia Mendonça Chamusca a 6 de Novembro de 2010 às 18:24
Grande Poetisa Efigênia Coutinho,

Parabéns pelo seu lindíssimo poema, O AGORA, que sendo simples e original é, simultaneamente, bastante profundo pois, nos conduz a uma reflexão sobre a efemeridade da vida.

"O agora é (de facto) esse segundo"

Agora é um instante
que mal é,
já não é.
Não se pode segurar.
É instante na vida a passar.
É momento tão breve,
leve...
que mal se sente
na vida da gente...
«»

Gostei imenso!...

Seu blog (link) é para mim do melhor que há.

Muitos parabéns!

ZCH
De gislainecanales@gmail.com a 6 de Novembro de 2010 às 18:29
Oi Efi!
Gostei muito de seu poema O AGORA!!!
Muito bom! Parabéns!
Besos! Gis
De Rui Pais a 6 de Novembro de 2010 às 21:25
Amiga Efigénia Coutinho
Bonita apresentação, feita com muito bom gosto...
O agora é o único momento que existe, a nossa realidade no presente... oFuturo e o Passado são uma ilusão nunca lá conseguimos entrar, mas servem comoponto de referência para nos situarmos no tempo...
Belopoema
Rui Pais
De Maria da Fonseca a 7 de Novembro de 2010 às 00:02
Querida amiga Efigênia,
Muito agradeço ter-me chamado para ler um dos seus
belíssimos poemas - AGORA. Adorei!!! O segundo que vivemos agora sempre na esperança de vivermos e sermos mais felizes no seguinte! Os meus Parabéns!!!
Um abraço carinhoso de Lisboa, Maria
De Eliana de Faro Valença a 7 de Novembro de 2010 às 09:16
Efigênia minha querida Poeta Amiga Parabéns!
Que beleza de Poesia \"Agora\"!
Faz do instante... um mundo de vibrantes emoções
e um recomeçar infindo das sensações brotando em versos
da sua apaixonada inspiração
Grata pelo presente de tão gostosa leitura

beijinhos com carinho e admiração
da Eliana

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 10 seguidores

.pesquisar

.Julho 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ser Avó de Isabella Malle...

. ISABELLA MALLEMONT SUDO

. Marianne Mallemont

. Natal 2014 - Para meus Fi...

. Nascer...Viver...Partir

. PARABÉNS - Marianne Malle...

. Futura Avó - 2009 DE...

. Querida Netinha Isabella ...

. Amar é Caritativo

. MAMÃE - Marianne Mallemon...

.arquivos

. Julho 2016

. Agosto 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds